Prevenção de Vírus

10 dicas sobre como impedir que um Malware infecte seu computador

A maioria de nós teve que lidar com um vírus de computador ou algum tipo de malware até agora. Não foi divertido; era chato, demorado e muito frustrante.

Quando nossos computadores começam a ficar lentos ou se comportar de uma maneira incomum, muitas vezes somos rápidos em suspeitar que temos um vírus. Pode não ser um vírus, mas é provável que você tenha algum tipo de malware. Alguns são maliciosos e outros são apenas irritantes. Os piores são os programas de malware que controlam o navegador ou, pior ainda, o computador. Nós já tivemos que remover esses tipos de programas de computadores pessoais e computadores empresarias, e tenho certeza que você em algum momento enfrentara esse problema. Aqui estão 10 dicas sobre como evitar que malware infecte seu computador, mantendo seu hardware e dados um pouco mais seguro.

1. Instale o software antivírus / Malware.

Esta dica pode ser óbvia, e eu quase que apenas a mencionei casualmente no meu parágrafo de abertura. No entanto, temos visto que muitos computadores, especialmente computadores domésticos, que não têm proteção contra vírus e malware. Esta proteção é um primeiro passo obrigatório para manter seu computador livre de vírus.

2. Mantenha seu software antivírus atualizado.

Ter um software de proteção é o primeiro passo; manter é o segundo. Software anti-vírus gratuito é melhor do que nada, mas tenha em mente que não é a melhor solução. A Microsoft fornece um pacote de segurança “grátis”. É gratuito, pois se você tiver o Windows em sua máquina, terá acesso, mas pagou pela sua licença do Windows. Muitos usuários não estão cientes deste programa, mas na verdade é uma proteção de entrada que é um ótimo ponto de partida.

3. Execute verificações agendadas regularmente com o software antivírus.

Isso também pode parecer óbvio, mas muitos de nós esquecemos de fazer isso. Configure seu software para executar em intervalos regulares. Uma vez por semana é preferível, mas não espere muito mais tempo para realizar as verificações. É difícil trabalhar em seu computador enquanto o software antivírus está em execução. Uma solução é executar o software à noite quando você não estiver usando o computador. No entanto, frequentemente desligamos nossos computadores à noite e, portanto, a verificação nunca é executada. Configure seu software antivírus para ser executado em uma noite específica e sempre deixe seu computador em execução nesse dia. Certifique-se de que não desligue automaticamente ou entre no modo de hibernação.

4. Mantenha o seu sistema operacional atual.

Se você estiver executando o Windows, Mac OS X, Linux ou qualquer outro sistema operacional, mantenha-o atualizado. Os desenvolvedores e empresas responsáveis pelos sistemas oracionais estão sempre emitindo correções de segurança que consertam problemas de segurança. Essas correções ajudarão a manter seu sistema seguro. Da mesma forma, mantenha seu software antivírus atualizado. Vírus e malware são criados o tempo todo. Neste sentido seu softwares de segurança, também deve ser o mais atualizado possível.

5. Proteja sua rede.

Muitos de nossos computadores se conectam a nossos arquivos, impressoras ou à Internet por meio de uma conexão Wi-Fi. Certifique-se de que esta utilizando uma senha para acessá-lo e que a senha seja forte. Nunca transmita uma conexão Wi-Fi aberta. Use a criptografia WPA ou WPA2. Atualmente a tecnologia WEP não é mais forte o suficiente, pois pode ser quebrada em minutos por especialistas. Também é uma ótima ideia não transmitir seu SSID (o nome da sua rede Wi-Fi). Você ainda pode acessá-lo com o seu dispositivo, você só precisa digitar manualmente o SSID e a senha. Se você frequentemente tem hóspedes que usam sua Internet, forneça um SSID para a rede de convidado que devem possuir uma senha diferente da sua rede.

6. Pense antes de clicar.

Evite sites que fornecem material pirateado inclusive softwares. Não abra um anexo de e-mail de alguém ou de uma empresa que você não conhece. Não clique em um link em um e-mail não solicitado. Sempre passe o mouse sobre um link (especialmente um com um encurtador de URL ) antes de clicar para ver onde o link realmente está levando você. Se você tiver que baixar um arquivo da Internet, um e-mail, um site FTP, um serviço de compartilhamento de arquivos, etc., verifique-o antes de executá-lo. Um bom software anti-vírus fará isso automaticamente, mas certifique-se de que está sendo feito.

7. Mantenha suas informações pessoais seguras.

Esta é provavelmente a coisa mais difícil de fazer na Internet. Muitos hackers acessam seus arquivos não por força bruta, mas por meio de engenharia social. Eles obterão informações suficientes para acessar suas contas on-line e coletarão mais dados pessoais. Eles continuarão de uma conta para outra até que tenham informações suficientes para acessar seus dados bancários ou simplesmente roubar sua identidade. Seja cauteloso em fóruns e mídias sociais. Bloqueie todas as suas configurações de privacidade e evite usar seu nome real ou identidade em fóruns de discussão.

8. Não use o Wi-Fi aberto.

Quando você está no café local, na biblioteca e, especialmente, no aeroporto, não use o Wi-Fi “gratuito” aberto (sem senha nem criptografado). Pense nisso. Se você puder acessá-lo sem problemas, o que um indivíduo mal-intencionado treinado pode fazer?

9. Faça backup de seus arquivos.

A melhor coisa que você pode fazer é fazer backup de seus arquivos – todos eles. Idealmente, você deve ter seus arquivos (seus dados) em pelo menos três locais: o local onde você trabalha neles, em um dispositivo de armazenamento separado e fora do local. Mantenha seus arquivos em seu computador, faça backup deles em um disco rígido externo e faça backup deles em um local diferente. Você pode usar um serviço de backup ou simplesmente obter dois discos rígidos externos e manter um no trabalho, na casa de um amigo, na casa de um membro da família ou em um cofre que deve ficar em uma localidade diferente.

10. Use várias senhas fortes.

Nunca use a mesma senha, especialmente em sua conta bancária. Normalmente, usamos o mesmo endereço de e-mail ou nome de usuário para todas as nossas contas. São fáceis de ver e roubar. Se você usa a mesma senha para tudo, ou em muitas coisas, e ela é descoberta, leva apenas alguns segundos para hackear sua conta. Use uma senha forte. Use letras minúsculas, maiúsculas, números e símbolos na sua senha.

Pense em algo que seja fácil de manter, fácil de lembrar, mas difícil de adivinhar. Não use datas ou nomes de animais.

Seguindo essas dicas com certeza você vai melhorar a proteção dos seus dados e evitar problemas relacionados a incidentes de segurança.